NOTÍCIAS

Fique por dentro das últimas notícias sobre o universo do carvão.

25/07/2019

Treviso: turismo, carvão mineral e qualidade de vida

A cidade de Treviso, localizada ao pé da serra Catarinense, está entre as mais altas do país em qualidade de vida, tem uma população estável estimada em 4,2 mil habitantes, podendo chegar a 7 mil em fins de semana, devido ao turismo, e 70% de sua arrecadação vem da indústria do carvão mineral. Com rodovias asfaltadas, o prefeito Jaimir Comin (PP) comemora a recente conclusão do trecho ligando Lauro Müller a Treviso. “O movimento triplicou e o progresso está vindo”, expressa.

 

Com uma taxa de escolaridade de 99,8%, “vamos buscar as crianças em casa para estudarem”, diz o prefeito, Treviso está entre as cidades com mais alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDMH), sendo  0,774, e uma das melhores de Santa Catarina, e do País, em Qualidade de Vida, comemora, relatando pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

 

Esta qualidade de vida vem de uma combinação interessante. As três empresas mineradoras que atuam no município, a Rio Deserto, Metropolitana e Belluno, são empresas estáveis, “agem dentro da lei”, diz o prefeito, e são responsáveis pela maioria dos empregos em uma cidade que o salário médio é 3,3 salários mínimos, com uma população ocupada na faixa de 48% em relação à população total. Ocorre que 49% da população vive no interior e se ocupa do cultivo de milho, mandioca, feijão e banana, entre outros, na agricultura, além de carnes, frangos e suínos. “É que o nosso mineiro trabalha na mina e depois vai pra casa trabalhar na roça”, conta o prefeito Jaimir Comin, afirmando que essa é uma das razões da alta renda per capita do município.

 

Além da indústria do carvão mineral, outros setores industriais vêm se desenvolvendo nos últimos anos, como metalúrgico, metal e plástico, mas o principal deles é o turismo. Com belas paisagens, acessos asfaltados e infraestrutura adequada, a cidade atrai desde quem quer praticar esportes radicais, como quer passar momentos tranquilos em meio à natureza. Estas atrações levam mais de três mil pessoas a passar fins de semana, principalmente no verão, considerada a alta temporada. “As pessoas gostam tanto que já estão comprando sítios aqui e vem todos os fins de semana”, valoriza o prefeito.

 

Treviso começou a ser colonizada em 1891, por imigrantes italianos. Até 1963 viveu basicamente da agricultura, quando iniciou um novo ciclo com a instalação da carbonífera Treviso, hoje desativada, gerando empregos e renda. “Foi o nosso carro-chefe”, diz o prefeito. É município desde 8 de julho de 1995, comemorando 24 anos em 2019.

 

 

Joice Quadros

Jornalista JP00339SC

(48) 99984 9967

joicedequadros@hotmail.com

Criciúma, julho 2019

 

 

Voltar